Photo Number 2728
   
 Criadouro Esperança   PhotoID : 2728
     

Como todos nós sabemos um dos motivos da existência do site RECONCANTO é a divulgação e promoção da criação em ambiente doméstico, como forma de preservação. Mesmo que não sejamos interpretados dessa forma, precisamos cada vez mais nos unir e socializar nossas experiências, sejam elas de sucessos ou insucessos para que possamos ajudar a outros criadores a perpetuarem nossas espécies canoras.

                   Dando continuidade ao nosso trabalho, estamos recebendo em nossa página de entrevistas o criador e amigo, Fábio dias Soares, responsável pelo CRIADOURO ESPERANÇA, que se dedica à criação e reprodução de Trinca Ferro, na cidade de Santo Antônio de Jesus, aqui no Recôncavo Baiano. Então, vamos compartilhar a experiência do nosso amigo na sua criação.

RECONCANTO: Fábio, fala um pouco pra gente como começou o interesse pelo Trinca Ferro e pela reprodução dessa espécie?

FÁBIO: O fator principal que me levou a reproduzir trincas é que eu notei que aqui na região a espécie praticamente já desapareceu como em muitas regiões m nosso país. Ai depois veio os encontros dos criadores na nossa região e a seleção genética que é muito importante  em uma criação.

RECONCANTO: Quantos pássaros fazem parte do seu plantel, entre machos e fêmeas?

FÁBIO: Atualmente, no meu plantel existem 15 pássaros onde são: 8 fêmeas adultas reprodutoras , duas filhotas do ano passado, nascidas aqui e 5 machos.

RECONCANTO: Qual a maior dificuldade, encontrada por você, na criação do Trinca Ferro?

FÁBIO: A mortalidade dos filhotes ainda é um fator muito desconhecido.

RECONCANTO: Muitas pessoas, sem informação, costumam dizer que os pássaros nascidos em cativeiro não têm fibra. Esse tipo de comentário ainda existe ou as pessoas estão se conscientizando que tudo isso não passa de um mito?

FÁBIO: Existe sim!  Mas acredito que com pouco mais de tempo as coisas irão mudar, pois na verdade, bons pássaros irão aparecer nascidos em cativeiro e vai quebrar esse tabu. Particularmente, pra mim isso é uma lenda, porque filhos de pássaros bons criados adequadamente com boa alimentação, sem passar pelo estresse de ser capturado na natureza e ter que se adaptar em uma gaiola, terá um desenvolvimento bem melhor. Para uma pessoa inteligente, basta dar uma olhada no que acabei de dizer que com certeza ela vai se conscientizar de que pássaros em cativeiro tem 90% de chance de ser melhores que os  pássaros retirados da natureza .

RECONCANTO: No ano de 2009, existiram algumas rodas denominadas de Encontro dos Criadores de Trinca Ferro do Recôncavo Baiano. Você participou de alguma etapa? Qual Foi sua colocação?

FÁBIO: Tive o prazer de participar sim.  Na primeira etapa em São José do Itaporã em 13/09 fiquei em 8° lugar; Na etapa Santo Antonio de Jesus dia 04/10 fiquei em 5º lugar; Em 12/10 fiquei em 2º lugar na etapa de Feira de Santana e no dia 25/10 fiquei em 5° lugar que Também foi em Santo Antonio de Jesus.

RECONCANTO: Em relação ao IBAMA, você teve ou tem alguma dificuldade na aquisição de anilhas para seus filhotes?

FÁBIO: Sim. A falta de anilhas nas unidades do IBAMA é o que, mas nos preocupa, pois não adianta tanto desempenho para a reprodução se não existir anilhas. E isso  é o que está acontecendo muito aqui com a gente.

RECONCANTO: Fábio, quantos dias são necessários para um Trinca Ferro sair do ninho, após seu nascimento?

FÁBIO: Normalmente ele sai com 13 dias, mas pode sair com 12 ou até 15 dias, isso depende muito do desenvolvimento de cada filhote.

RECONCANTO: Quais características você valoriza durante uma aquisição de um Trinca Ferro para ser um galador de seu plantel?

FÁBIO: Primeiramente tem que se certificar que o pássaro tem anéis originais e que veio de pessoas responsáveis.  Observando esses requisitos a valentia e a fibra é o que determina a aquisição.

RECONCANTO: Quantos filhotes nasceram na temporada passada (2009)?

FÁBIO: Nasceram aproximadamente 12 filhotes.

RECONCANTO: Você espera que suas fêmeas produzam quantos filhotes nessa temporada de 2010?

FÁBIO: Não podemos dizer ao certo, mas espero uns 30 filhotes nessa temporada já que as fêmeas já estão adaptadas ao criadouro.

RECONCANTO: Qual sua maior preocupação com o futuro da criação em cativeiro?

FÁBIO: Um dos nossos problemas é o que citei atrás: A falta de anilhas!  Espero também, que com o tempo tenhamos uma associação na nossa região, essas são as únicas preocupações que eu tenho.

RECONCANTO: Fábio. Sabemos que o Trinca Ferro habita praticamente todo o país. Você fez algum intercâmbio genético, ou seja, você trouxe algum pássaro de criadores de outros estados, para compor seu plantel?

FÁBIO: Sim, é muito importante uma mistura de “sangues”, agora mesmo recebi uma doação do trinca ferro Gladiador, reprodutor conceituado com filhos com desempenho muito bom, e um filhote dele mesmo. Neste caso vieram o pai e o filho, para contribuir geneticamente com minhas fêmeas.

RECONCANTO: Fábio o clima, aqui do Recôncavo Baiano, é interessante para a reprodução do trinca ferro? A temporada de reprodução, geralmente, começa quando? E quando termina?

FÁBIO: Aqui a temporada de reprodução começa em Setembro e se estende, mais ou menos, até o mês de Maio. Acredito que a temporada de reprodução em cativeiro seja bem diferente da reprodução na natureza. Em relação ao clima, aqui é bastante quente e eu acho isso  é um dos fatores que influenciam diretamente na mortalidade dos filhotes.

RECONCANTO: Falando um pouco da sua estrutura física. Quais as medidas da sua sala de criação? E os filhotes depois de separados das mães ficam nessa mesma sala?

FÁBIO: Hoje tenho uma sala com 6m de comprimento por 4m de largura (6x4) completamente forrada em PVC, destinadas às matrizes. O filhotes quando separados da mãe são transferidos para uma sala especialmente feitas para eles com  4.20m de largura por 2.90m de comprimento (4,2 x 2,9)  onde ficam até completarem a primeira muda de penas.

RECONCANTO: Quais as medidas das gaiolas utilizadas para suas matrizes?

FÁBIO: Aqui eu utilizo com as seguintes medidas: 80 cm de comprimento, 38 cm de largura e 50 cm de altura.

RECONCANTO: Os machos reprodutores têm algum tipo de tratamento especial, para iniciar a temporada de cruza?

FÁBIO: Sim faço um tratamento bem rigoroso contra coccidiose .

RECONCANTO: Sabemos que a higiene é um fator  de muita importância em qualquer criação. Fala pra gente como você cuida da limpeza de seu criadouro.

FÁBIO: Aqui no meu criadouro as gaiolas são limpas todos os dias, lavadas e desinfetadas de 30 em 30 dias.

RECONCANTO: Muito obrigado pela sua grande colaboração. Deixe uma mensagem para os futuros criadores e deixe seus contatos para que nossos amigos, de todas as partes de nosso país, possam tirar dúvidas ou deixarem suas sugestões.

FÁBIO: Amigo RECONCANTO eu agradeço a oportunidade que você me deu em conceder essa entrevista. E o que posso dizer aos amigos e criadores, é que o mais importante de tudo isso é que o que estamos fazendo é a preservação do meio ambiente e no que puder ajudar estarei aqui à disposição.

Um abraço a todos, e fiquem na PAZ!!!

Meus contatos são esses:

E-mail: fabio_soares893@hotmail.com

Orkut: http://www.orkut.com.br/Main#Home.aspx?hl=pt-BR&tab=w0

Telefone: (75)8815-9437 / (75)9119-4724. 

     
Size:    

 
     
 
ENTREVISTAS
 
     
     
 
Eduardo Fonseca - Idealizador do CCP
 
     
     
 
Dr. Felipe e o renomado FOGO SELVAGEM
 
     
     
 
Criatório PRESERVARTE
 
     
     
 
Criatório  Pai & Filho
 
     
     
 
Criadouro Matapuã Aracaju - SE
 
     
     
 
Criadouro Esperança
 
     
     
 
Aloisio Pacini Tostes - Presidente da COBRAP
 
     
     
 
A saga de um Campeão
 
     
Pag. 1 of 1 Quantidade de Fotos: 9     1                    
 
  • Página inicial
  • Informativos
  • Eventos
  • Vídeos
  • Contato
  • Galeria de imagens
  • Entrevistas
  • Produtos
  • Artigos
  •    
    www.reconcanto.com.br
    Criação Amadorista de Bicudo & Trinca Ferro